Reclamação

159447

No dia 11 de dezembro de 2006 recebi por volta das 15:00 um telefonema da agência do Bradesco que eu tenho minha conta poupança ( agência 1852-0). O funcionário Tiago disse que eu deveria comparecer urgentemente à agência pois havia um problema com meu cartão de débito e eu deveria fazer um procedimento de cancelamento de cartão OU troca de senha. Fui à agência certo de que optaria pela troca de senha uma vez que tinha uma viagem planejada para o dia seguinte e precisaria do meu cartão. Ao chegar na agência fui informado pelo mesmo funcionário que havia uma suspeita de clonagem do meu cartão e que eu deveria cancelá-lo, excluindo a opção de troca de senha. Expliquei que no dia seguinte eu estaria indo viajar e por isso precisava do meu cartão. O funcionário recomendou que eu tirasse todo o dinheiro que eu fosse precisar e cancelasse o cartão. Disse a ele que vivemos em um país violeto e que o Bradesco me orientava a usar o cartão por motivos de segurança. Nesse momento o funcionário me informou que devido a informação que ele já havia me passado sobre a suspeita de clonagem, qualquer problema que houvesse com a minha conta eu seria responsável. Achei isso estranho e disse à ele que o problema não poderia ser passado para mim dessa forma. O funcionário foi até outro funcionário e voltou dizendo que de fato a culpa não seria minha, mas se eu perdesse dinheiro teria que entrar na justiça e que devido a lentidão da mesma ficaria muito tempo sem dinheiro e ainda teria que enfrentar um processo com chances de sair derrotado. Com medo resolvi cancelar o meu cartão e a viagem, mas antes pedi que me desse os prazos para a entrega do no novo cartão. Ele me respondeu que o prazo era de 10 (dez) dias úteis. Fazendo as contas constatei que passaria o Natal de 2007 sem cartão de débito, como só tenho essa conta poupança passaria essa data festiva sem poder fazer compra com tranquilidade. Implorei que meu cartão chegasse antes dos 10 ( dez) dias úteis e o funcionário disse que poderia no máximo conseguir que chegasse em 3 ( três) dias úteis. Me senti muito mal, pois diante daquela situação não queria ter que negociar com o Bradesco prazos para a entrega do meu cartão que estava com suspeita de clonagem. Gostaria que fosse oferecido o menor prazo sem ter que implorar à ninguém. O funcionário disse que iria acelerar o processo de entrega do meu cartão e me ligaria assim que este chegasse à agência. Fiz uma reclamação através do web site do Bradesco, contando o que havia acontecido comigo, alguns dias depois um funcionário de nome André ligou paraa minha casa querendo saber da minha reclamação. Em nenhum momento escutei um pedido de desculpas, somente explicações sobre funcionários novos na agência. Pedi que a agência entrasse em contato comigo assim que meu cartão chegasse e o funcionário disse que isso seria feito. Hoje, dia 07 de janeiro de 2007, resolvi ir até a agência para saber do meu cartão e fui informado que este já estava na agência desde o dia 19 de dezembro de 2007. Quando perguntei o motivo de não ter recebido nenhuma ligação, o funcionário me disse que ligaram mas eu estava viajando. MENTIRA. Eu não viajei justamente por não estar com meu cartão e mãos. E de qualquer forma foi feita apenas 1 ligação? Do dia 19 de dezembro de 2007 até o dia 07 de janeiro de 2008 apenas 1 ligação ? Não dá pra acreditar que um dos maiores bancos do país trate o cliente dessa forma. Sinto que não posso fazer nenhum tipo de reclamação pois posso deixar funcionários chateados e consequentemente posso ser preudicado como fui. Agora tenho dúvidas quanto a eficiência desse canal de reclamações. Estou estudando junto com minha advogada a possibilidade de entrar com uma ação pedindo DANOS MORAIS.
Atenciosamente

Diego Gomes Tostes

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-Share Alike 2.5 License.